Tag: fies

Para quem sonha em ingressar em uma faculdade, porém não possui dinheiro para realizar o seu sonho, o FIES (Fundo de Financiamento estudantil),  pode ser sua grande oportunidade. Após a realização das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), os vestibulandos podem concorrer a vagas para ingressar em faculdades Federais ou estaduais através do SISU, ou em faculdades privadas com bolsas parciais ou integrais através do ProUni. Porém se o estudando não conseguir uma nota suficiente para garantir a sua vaga, ele ainda tem outra chance, com o FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior). Porém uma grande dúvida é sobre como conseguir Fies, algo que vamos esclarecer nesse artigo.

Para quem ainda não conhece, o FIES é um programa do governo, criado em 1999, a fim de atender ao público que não possui condições financeiras para cursar uma faculdade, e com isso, a cada dia aumenta a procura dos estudantes pelo financiamento realizado através do FIES. Se você quer saber como se inscrever no FIES e conseguir financiar o seu curso de graduação para pagá-lo só depois de formado, continue lendo esse artigo que nós explicaremos tudo o que você precisa saber.

Como conseguir Fies?

Se você deseja saber como conseguir FIES, é necessário ter realizado a prova do Enem, no ano anterior ao ano de inscrição do FIES. Depois deverá esperar pelas datas de abertura para inscrição no programa. Fazer a inscrição e concorrer uma das centenas de vagas disponíveis. A inscrição para o FIES é rápida e prática, você só precisa seguir alguns requisitos básicos para conseguir concorrer. Na época das inscrições você deve acessar ao site oficial do programa, preencher seus dados, e buscar pelo curso que você deseja para concorrer a vaga.

Quais os requisitos para conseguir esse financiamento?

Para conseguir o FIES, é necessário que o aluno atenda aos requisitos básicos exigidos, caso ele não atenda a um desses critérios ele será eliminado e não poderá concorrer a vaga. Os critérios são:

  • Ter renda máxima de até  3 (três) salários mínimos por pessoa do seu grupo familiar;
  • Ter feito o Enem no ano anterior, e ter obtido nota acima de 450 pontos, sendo que o estudante não pode ter obtido 0 (zero) na redação do Enem;
  • Não ter concluído nenhum curso superior;
  • Possuir um fiador.

Obs.: O Fiador não é exigido para os alunos que possuem bolsa parcial no ProUni, alunos que tem renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo, e também os que estão matriculados em cursos de licenciatura.

Todos podem participar do FIES?

A fim de selecionar os candidatos melhor, existem algumas regras que precisam ser cumpridas para que o candidato possa concorrer a uma das vagas, quem não estiver dentro dessas regras até poderá efetuar sua inscrição, mas será eliminado. Veja a seguir quem não poderá conseguir um financiamento pelo FIES

  • Alunos que possuam algum tipo de restrição em seu nome (o famoso “nome sujo”);
  • Alunos que estejam com a matrícula trancada no período da inscrição;
  • Alunos que foram beneficiados com bolsa integral no ProUni;
  • Estudantes que estão matriculados em cursos que não possuem o programa de financiamento FIES;
  • Pessoas que já tiveram sido beneficiados com o financiamento pelo FIES;
  • Estudantes com renda per capita familiar superior a 3 (três) salários mínimos.
  • Alunos que obtiveram nota 0 (zero) na redação.

Quais os cursos mais procurados?

Os 5 (Cinco) cursos mais procurados pelos alunos que desejam conseguir o financiamento estudantil do governo federal, o FIES, são:

  • 1° Medicina;
  • 2° Direito;
  • 3° Enfermagem;
  • 4° Administração;
  • 5° Engenharia.

Por isso, se você deseja obter o financiamento para algum desses cursos, é melhor estudar bastante para sair bem na prova do Enem e conseguir ser um dos selecionados para uma vaga em uma faculdade privada com esse financiamento, pois o critério de avaliação dos candidatos que desejam uma vaga é o mesmo dos outros programas do governo, como SISU e ProUni, ou seja, dá prioridade aos alunos que obtiveram maior desempenho nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM.

Você já fez algum curso de graduação utilizando o financiamento do FIES? Valeu a pena? Os juros são realmente mais baixos do que os cobrados em outros financiamentos? Você recomendaria aos outros alunos que façam parte desse programa? Deixe nos comentários a sua opinião obre o FIES.

 

Read Full Article

Atrasou o pagamento do boleto FIES e precisa da 2ª via urgente? Vamos te ensinar o método mais fácil de conseguir isso. Veja a seguir.

Quem possui o financiamento estudantil do FIES deve ficar atento e tomar cuidado com as datas específicas dos pagamentos trimestrais ou mensas. O atraso exagerado do pagamento poderá cortar o seu benefício te gerando prejuízos e muita dor de cabeça. Para evitar isso saiba como retirar a 2ª via da sua fatura pela internet ou telefone. Vamos dar dicas e informações sobre o FIES no artigo de hoje. Veja a seguir.

Como funciona o FIES?

Para quem não sabe FIES significa Fundo de Financiamento Estudantil. Trata-de de um programa do Governo Federal reinaugurado em meados de 2009, que estimula e facilita a vida de brasileiros que querem fazer uma faculdade, mas não tem condições financeiras de pagar uma particular. Esse financiamento é feito entre o Governo Federal com a Caixa Econômica Federal ou o Banco do Brasil, que pagará os valores referentes ao curso que o aluno escolheu.

O Fies funciona da seguinte forma: o aluno que não tem condições financeiras de arcar com os valores referentes ao curso escolhido na instituição de ensino particular, faz a requisição do financiamento anexando todas as provas e documentação exigida. Se o seu financiamento for aceito, o Governo Federal fica responsável por pagar seus estudos durante o tempo do curso. Neste período você pagará apenas de 3 em 3 meses parcelas referentes aos juros do financiamento. Você só começará a pagar o valor referente às mensalidades do seu curso após o término. Ou seja, apenas quando já tiver se formado.

O Fies é um programa que ajudou e ajuda milhares de estudantes a se formarem todos os anos. Ele tem o objetivo de aumentar a porcentagem de brasileiros com ensino superior completo. Assim o Brasil terá mão de obra mais qualificada e isso melhora a renda da família, gera bons empregos e melhores condições.

Boleto FIES

Como conseguir 2ª via do Boleto Fies?

Eu esqueci de pagar a parcela trimestral referente aos juros do empréstimo, e agora? Essa é uma dúvida da maioria dos usuários do financiamento. É alertado a todos para serem cautelosos e pagarem em dia as suas prestações. Grandes atrasos podem gerar prejuízos para você e inclusive o corte do seu financiamento. Por isso é tão importante que você nunca atrase os pagamentos do boleto FIES.

Se não teve outro jeito e você atrasou a parcela do FIES, não se preocupe, existem 3 formas de você conseguir a 2ª via da sua fatura. Você poderá fazer a solicitação via internet, através do site da Caixa Econômica Federal, ou se dirigir pessoalmente numa agência da Caixa ou do Banco do Brasil (caso seu financiamento tenha sido feito lá) e fazer essa solicitação. Você pode também solicitar através do telefone no número específico para essa solicitação.

Para fazer a solicitação da 2ª via do seu boleto do FIES tenha sempre em mãos o número do seu CPF ou o número do seu contrato para meios de identificação.

2ª via do boleto FIES via Internet

Caso prefira emitir a 2ª do boleto Fies do seu financiamento através do site oficial, pela internet, acesse: http://www3.caixa.gov.br/fies/fies_estudantes.asp

Clique no local indicado e informe o número do seu CPF ou o número de contrato do financiamento. Depois preencha com a data do seu nascimento e o código verificador e aperte “Iniciar Operação” e pronto! Alguns segundos depois o site gerará para você um novo boleto e aí é só se dirigir ao banco mais próximo e efetuar o pagamento.

É importante saber que não é qualquer hora que você consegue emitir o boleto. O serviço fica disponível de segunda a sexta de 9h às 19h, em dias úteis. No fim de semana e  em feriados não será possível essa emissão.

Boleto FIES

2ª via do boleto FIES no banco

Caso você tenha atrasado ou perdido o boleto do financiamento estudantil FIES, uma das suas opções é comparecer ao banco e fazer a solicitação da segunda via do boleto. Leve sempre o número do seu CPF ou o número do contrato do financiamento.

Essa operação não é feita em qualquer banco. Se acontecer isso você deverá se dirigir ao banco pelo qual foi feito o seu financiamento, Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil e fazer essa solicitação.

2ª via do boleto FIES via telefone

Outra forma de você fazer o pedido da 2ª via do seu boleto FIES é através do número: 0800 616161. Nesse número você tirará suas dúvidas e poderá solicitar o envio da segunda via do seu boleto atrasado, bem como fazer negociações.

Essas são as três formas que o Governo Federal disponibiliza para você fazer a solicitação da segunda via do seu boleto FIES e ficar em dia com o financiamento.

Para outras dúvidas nos deixe comentários.

 

Read Full Article

O sonho de passar na faculdade, fazer uma graduação, se tornar um médico, engenheiro, advogado, contador ou qualquer uma das milhares de profissões existentes, faz parte da vida de boa parte da população. Principalmente dos jovens que acabam de terminar o ensino médio, ou até mesmo daqueles que frequentam cursinhos ou de quem já parou de estudar a algum tempo. O problema é que muitos não têm condições de arcar com os gastos em uma instituição pública, dessa forma precisam optar por um financiamento privado. E se você quer saber mais sobre ele e como contratar, continue lendo esse artigo que vamos explicar tudo.

Financiamento Privado: o que é?

O grande desafio de quem quer fazer um curso superior é conseguir passar em uma faculdade, sempre indo em busca de cursar em uma instituição pública ou com bolsa em privada. Porém se você não obteve uma boa nota no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), este sonho pode parecer ficar um pouco distante. Contudo, é para isso que existem os Financiamentos Privados.

O Financiamento Privado foi feito especialmente para quem deseja fazer uma graduação ou uma pós graduação mas não possui dinheiro para isso no momento. Atualmente cada vez fica mais comum fazer uso do Financiamento Privado e como a demanda vem sendo muita, a oferta está aumentando na mesma proporção. A cada dia que se passa vem surgindo novas espécies de financiamento, a fim de satisfazer todos os gostos e todos os “bolsos” proporcionando a todos que desejarem a oportunidade de estudar.

Financiamento Privado: vale a pena?

O financiamento privado funciona da mesma forma que um empréstimo. O estudante, ao contratar esse serviço recebe o dinheiro para o pagamento de sua faculdade, mas depois precisa pagar esse empréstimo acrescido de juros e correção monetária.

O financiamento privado é oferecido por empresas privadas, com isso a sua taxa de juros é mais alta que a do FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior), e possui um menor prazo para o pagamento da dívida. Contudo não é necessário que se tenha realizado o Enem, nem tem limite de renda.

Financiamento Privado: Onde conseguir?

Conseguir um financiamento privado não é tão difícil quanto parece. Para isso você pode optar por empresas de financiamento estudantil, ou pelos tradicionais bancos. Neste artigo falaremos um pouco mais sobre ambos.

Empresa de financiamento estudantil:

As empresas de financiamento privado estudantil são um crédito para universitários. Geralmente essas empresas possuem uma parceria com algumas faculdades privadas, e cada uma possui suas regras particulares. Para ser  aprovado é necessário que o estudante siga alguns requisitos, que são:

  1. Possuir um fiador;
  2. A renda do aluno e do fiador somadas precisam atender a um valor mínimo, que varia de acordo com cada instituição;
  3. O aluno e o seu fiador não podem possuir nenhum tipo de restrição em seu nome.

Obs: Um caso particular, é o famoso Educa Mais Brasil, que é um programa do governo que garante, além do empréstimo estudantil, um desconto de até 70% do valor da mensalidade. O principal critério desse financiamento privado é não possuir condição de pagar 100% da mensalidade.

financiamento privado

Financiamento por bancos:

Há também os financiamentos privados nos quais os bancos oferecem créditos para estudantes universitários. Em geral é necessário que o estudante tenha conta no banco. No financiamento privado por bancos, você tem a possibilidade de pagar suas mensalidades com até o dobro do tempo. Contudo, o financiamento através de bancos não é disponível para o pagamento de todo o curso, sendo restrito geralmente a um semestre.

Quais são as vantagens de um Financiamento Privado?

O financiamento privado possui muitas vantagens, pois com ele você tem a possibilidade de continuar em seu curso superior quando a grana está curta. Sem precisar trancar a matrícula temporariamente e sem precisar perder um semestre. Outra vantagem de optar pelo financiamento privado é a menor burocracia para conseguir o empréstimo, e não há aquela limitação de vagas nem exclusão do “candidato” como no FIES por exemplo.

O financiamento privado também possui uma agilidade, com isso o estudante garante seu empréstimo na hora do sufoco. E também possibilita o pagamento em um tempo maior do que seria o pagamento normal das mensalidades, com um valor menor.

Quais as desvantagens de um financiamento privado?

Com tudo, o financiamento privado também possui suas desvantagens. Com ele você não pode financiar totalmente o seu curso, sendo restrito, na maioria das instituições, para apenas um semestre. Outra desvantagem é o juros cobrado, que muitas vezes aumenta muito o valor real da mensalidade.
É necessário que cada um analise os prós e contras a fim de decidir o que é mais vantajoso.

Read Full Article

O sonho de ingressar em uma faculdade nunca esteve tão perto como nos últimos anos. Após a realização das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), os vestibulandos podem concorrer a vagas para ingressar em faculdades Federais ou estaduais através do Sisu, em faculdades privadas com bolsas parciais ou integrais, porém se o estudando não conseguir sua vaga, ele ainda tem outra chance com o FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior).
Ele é um programa do governo. Foi criado em 1999, afim de atender ao público que não consegue entrar na faculdade pelos outros programas do governo e a cada dia mais aumenta a procura dos estudantes pelo financiamento realizado através do FIES. Se você quer saber como se inscrever no FIES e conseguir financiar um curso de graduação, continue lendo esse artigo onde explicamos tudo. Confira!

FIES: O que é?

O FIES é um programa de financiamento estudantil para quem não conseguiu ingressar em uma faculdade pública ou não conseguiu bolsa em uma das faculdades particulares. Ele é um programa do governo, que beneficia milhares de estudantes com o sonho de fazer um curso de graduação.
O FIES é um empréstimo a estudantes, com juros mais baixos do que os existentes no mercado. Outra vantagem do FIES é que os estudantes só pagam o financiamento após se formar. Porém, durante o período que estiver cursando a faculdade o aluno deverá pagar o valor correspondente aos juros, em parcelas trimestrais.
Após se formar, o aluno ainda possui um período de carência, nesse período o aluno adepto do FIES, continuará pagando apenas a taxa de juros. Com o fim do período de carência, o estudante do FIES deverá começar a pagar sua dívida, que pode ser dividida em várias parcelas, e paga em vários anos, de acordo com a duração do curso que foi financiado.

Fies

Como conseguir um financiamento?

Para conseguir uma vaga no FIES, é necessário fazer a inscrição e concorrer uma das centenas de vagas disponíveis. A inscrição para o FIES é rápida e prática, você só precisa esperar até ser divulgado o período de inscrições e assim acessar o site do FIES, preencher seus dados, e buscar ao curso que desejar para concorrer a vaga.
Para conseguir o FIES, é necessário atender aos requisitos básicos exigidos, que são:
• Ter renda máxima de 3 (três) salários mínimos por pessoa do grupo familiar;
• Ter feito o Enem no ano anterior, e ter obtido nota acima de 450 pontos, sendo que o estudante não pode ter zerado a redação do Enem;
• Não ter concluído curso superior;
• Possuir um fiador.
Obs: O Fiador não é exigido para os alunos que possuem bolsa parcial no ProUni, alunos que tem renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo, e também os que estão matriculados em cursos de licenciatura.
Contudo, esse programa não é possível para todos. Abaixo entenda quem não pode participar do FIES.

Quem não pode participar

• Alunos que estejam com a matrícula trancada no período da inscrição;
• Alunos que foram beneficiados com bolsa integral no ProUni;
• Estudantes que estão matriculados em cursos que não possuem o programa FIES;
• Pessoas que já tiveram sido beneficiados com o financiamento pelo FIES;
• Estudantes com renda per capita familiar superior a 3 (três) salários mínimos.

fies
Todos os cursos estão disponíveis pelo FIES?

O FIES está disponível somente para as faculdades que são cadastradas, com isso não são todas as faculdades privadas que fazem uso dessa modalidade de financiamento. No entanto, mesmo as faculdades que possuem o financiamento pelo FIES, pode não disponibilizar vagas para todos os cursos superiores através dele.
Lembrando que o FIES ainda não abrange as modalidades a distância. Assim, atualmente só é possível garantir o financiamento através do FIES para cursos presenciais.
Quais os cursos mais procurados do FIES?
O FIES, assim como os outros programas possui cursos muito procurados, por isso separamos os 5 (cinco ) mais procurados para você, assim caso você opte por algum desses saberá que a disputa será maior, e terá de se destacar para conseguir sue financiamento estudantil através do FIES.
Os 5 (cinco) cursos mais procurados nos últimos anos através do FIES são:
• 1° Engenharia;
• 2° Direito;
• 3° Enfermagem;
• 4° Administração;
• 5° Psicologia.

Read Full Article