enade

Enade: O que é? Como funciona? Quem deve fazer?

A qualidade dos cursos de graduação é conferida e garantida de perto por diversos órgãos governamentais. Isso é necessário para evitar a atuação da indústria de educação, em que se criam instituições que formam maus profissionais apenas para ganhar dinheiro das mensalidades. Além disso, as instituições públicas também precisam ter seus conhecimentos avaliados e para isso existe o Enade. Continue lendo e veja a seguir o que é esse exame e como ele funciona.

O que é?

Enade é a sigla para Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes e que tem como objetivo avaliar qual a qualidade da formação de cursos superiores em diferentes áreas.

Também podem estar sujeitas à avaliação cursos que ofereçam diploma de tecnólogo. O principal objetivo é o de inibir a existência de instituições que ofereçam cursos de baixa qualidade e profissionais despreparados para o mercado de trabalho.

O Enade é obrigatório?

Diferentemente do que muita gente pensa, esse exame é, sim, obrigatório. A não-realização dele implica em colocar o estudante em situação irregular junto ao exame, já que para cumprir o seu objetivo é preciso contar com a participação dos maiores e interessados e também maiores afetados pela qualidade de ensino: quem está se formando.

Com a situação irregular, o estudante fica com problemas no histórico escolar e pode até mesmo encontrar dificuldades para expedir o seu diploma pela instituição de ensino.

Quem é habilitado a fazer?

O Enade funciona da seguinte maneira: ele faz uma prova de avaliação de conhecimentos e de opinião sobre o curso no começo da graduação e ao final. Na comparação, é esperado que os resultados finais sejam muito superiores ao do começo, indicando agregação de conhecimento e desenvolvimento das habilidades profissionais.

Assim, estão habilitados para a realização do exame os estudantes do primeiro ano, chamados de ingressantes e os de último ano, chamados de concluintes.

Os estudantes concluintes, entretanto, não são necessariamente aqueles que estão no último ano ou prestes a formar. Podem ser aqueles que tenham previsão de formação até o presente ano de aplicação da prova ou então que tenham pelo menos 75% da carga horária completa.

A responsabilidade de inscrição no exame, entretanto, é de responsabilidade da própria instituição de ensino. Caso a instituição não cumpra essa obrigação, a ela poderá ser negado o direito de abrir novos processos seletivos e ela poderá ser processada pelos alunos que se sentirem lesados.

Quais as áreas obrigadas a realizar a prova?

Apesar disso, não são todos os cursos que são obrigados a realizar essa prova. No geral, dá-se prioridade aos cursos que envolvam tecnologia, como a engenharia em diversas áreas e ciências da computação.

Apesar disso, cursos como ciências biológicas, design gráfico, arquitetura, matemática, química e outros não estão dispensados. A definição dos cursos obrigados ao exame acontece por parte do Inep e tem divulgação prévia.

O Enade é uma prova importante realizada pelo Inep para medir a qualidade de ensino de uma série de instituições de graduação. A sua realização são obrigados estudantes ingressantes e concluintes de áreas definidas pelo Inep a fim de garantir uma boa amostragem de dados.

Por hoje é isso pessoal! Se você ainda ficou com alguma dúvida, deixe o seu comentário! Vamos responder o quanto antes! Até a próxima!

You might also like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.