Categoria: ProUni

O Prouni (Programa Universidade Para Todos) é um programa do Governo Federal criado em 2004 que oferece bolsas de estudo parciais (50%) ou integrais em instituições privadas de ensino superior para estudantes de famílias de baixa renda que comprovem a sua situação socioeconômica de acordo com as regras do programa, como falaremos a seguir.

Se você fez ou vai fazer o ENEM, cumpre os requisitos do programa e quer entrar para uma faculdade particular com uma bolsa ao invés de financiar através do FIES (Programa de Financiamento Estudantil), fique atento às informações que reunimos nesse artigo para te ajudar a realizar o seu sonho de ter um curso de nível superior e aumentar as suas chances de entrar para o mercado de trabalho.

Veja a seguir como concorrer a uma das bolsas parciais ou integrais do programa.

Já tem data?

Não. A primeira seleção do Prouni acontece antes do começo de cada semestre letivo, e deve ter o seu edital divulgado no início de Janeiro. Se você for fazer o ENEM 2017 em Novembro, e conseguir as notas mínimas (como falaremos a seguir), fique atento ao site oficial do Prouni para saber as datas de inscrição e os documentos necessários para a inscrição.

prouni 2018 logo

Como será o Prouni em 2018?

Segundo a legislação do Prouni 2017, os estudantes precisam comprovar a sua situação socioeconômica para ter direito às bolsas de estudo, e quem tiver uma renda bruta familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa pode se candidatar às bolsas parciais e pagar apenas 50% do valor da mensalidade, e os estudantes que tiverem a renda bruta familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa pode concorrer às bolsas integrais.

Além disso, tem direito ao Prouni os estudantes que cursaram o ensino médio (completo ou parte dele) na rede pública ou que estudaram em colégio particular com bolsa integral.

Assim como o Fies, o ProUni também considera as notas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), ou seja, o estudante precisa ter tirado uma nota média mínima de 450 pontos no ENEM (em qualquer edição desde 2010), e não ter zerado na prova de redação para concorrer às bolsas do programa.

Portadores de deficiência e professores de rede pública em atividade que quiserem fazer algum curso de licenciatura ou pedagogia também têm direito ao Prouni.

Inscrições Prouni 2018

A seleção para o Prouni acontece duas vezes ao ano, sempre no início de cada período letivo, então, você precisa ficar atento ao site oficial do Prouni para saber quando você pode fazer a inscrição para o Prouni 2018, ou para uma das vagas remanescentes, como vamos explicar a seguir.

As inscrições são realizadas exclusivamente através da Internet, com o seu número de inscrição no ENEM e a senha cadastrada. Caso você não lembre da senha cadastrada (ou o número de inscrição do ENEM), você pode recuperá-la no site do ENEM (que foi o órgão responsável pelas inscrições e aplicação das provas do ENEM 2017). Depois, basta clicar em “esqueci minha senha”, informar o seu CPF e data de nascimento e esperar o email com as instruções para trocar a senha.

Vagas Remanescentes Prouni 2018

Quando se inscrever no Prouni, você precisa escolher entre concorrer a uma bolsa normal ou à uma das vagas remanescentes Prouni, isso é, uma vaga que esteja sobrando (seja por falta de candidatos ou por desistência) depois das duas chamadas regulares.

Para ter direito às vagas remanescentes Prouni você precisa ficar atento aos prazos, pois a inscrição na lista de espera não é automática. O prazo de inscrição na lista de espera para as vagas remanescentes Prouni geralmente dura apenas dois dias, e será divulgado junto com o edital do Prouni 2018, no início de Janeiro, no site oficial do Prouni.

As vagas remanescentes fazem primeira chamada convocando os candidatos que ficarem melhor colocados no processo seletivo do ProUni, e como alguns alunos não conseguem apresentar os documentos solicitados, outros desistem da bolsa e outros optam por um curso diferente, e então acontece a segunda chamada. Caso as vagas não sejam preenchidas, são oferecidas aos alunos que estão na fila de espera.

Posso dar entrada no Prouni e no FIES ao mesmo tempo?

Não. Se você conseguir uma bolsa parcial do Prouni, mesmo tendo os requisitos para ter direito ao FIES e financiar os outros 50%, você não poderá solicitar o financiamento estudantil, estando sujeito a perder os direitos adquiridos.

Read Full Article

O Prouni (Programa Universidade Para Todos) é um programa criado em 2004 pelo Governo Federal para dar a oportunidade aos estudantes de famílias de baixa renda de ingressar em instituições privadas de ensino superior através de bolsas de estudo, que podem ser parciais ou integrais, e aumentar as suas chances de empregabilidade.

Segundo a legislação do Prouni 2017, para ter direito às bolsas de estudo os estudantes precisam comprovar a sua situação socioeconômica. Aqueles que têm uma renda bruta familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa podem se candidatar às bolsas parciais e pagar apenas 50% do valor da mensalidade, e quem tem a renda bruta familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa pode concorrer às bolsas integrais.

Além disso, precisa ter cursado o ensino médio (completo ou parte dele) na rede pública ou ter estudado em colégio da rede particular como bolsistas integral e ter tirado uma nota média mínima de 450 pontos no ENEM (em qualquer edição desde 2010), além de não ter zerado na prova de redação. Portadores de deficiência e professores de rede pública em atividade que quiserem fazer algum curso de licenciatura ou pedagogia também têm direito ao Prouni.

Quando se inscrever no Prouni 2017 você vai poder escolher entre concorrer a uma bolsa normal ou as vagas remanescentes Prouni, isso é, uma vaga que esteja sobrando (seja por falta de candidatos ou por desistência). Veja todas as informações a seguir.

Vagas remanescentes 2017

As vagas remanescentes Prouni são vagas que não foram preenchidas no processo padrão do programa (as duas chamadas) por falta de candidatos ou por desistência, ficando disponíveis para um grupo de pessoas.

A seleção para o Prouni acontece duas vezes ao ano, sempre no início de cada período letivo, então, fique de olho no site oficial do Prouni para saber quando você precisará fazer a inscrição para o segundo semestre de 2017, assim como para saber as datas de inscrições para as vagas remanescentes, que também são realizadas exclusivamente através da Internet, com o seu número de inscrição no ENEM e a senha cadastrada.

vagas remanescentes prouni

Como funcionam as vagas remanescentes Prouni?

As vagas remanescentes Prouni funcionam mais ou menos assim: os candidatos que ficarem melhor colocados no processo seletivo do ProUni participam da primeira chamada. Alguns alunos não conseguem apresentar os documentos solicitados, outros desistem da bolsa, outros optam por um curso diferente e as vagas que não são preenchidas vão passando para os próximos alunos da lista. Então, acontece a segunda chamada, e caso ainda sobrem vagas, elas são preenchidas pelos alunos que estão na fila de espera.

Porém, a participação na lista de espera pelas vagas remanescentes não é automática, e quem quiser ter mais uma chance de garantir a sua vaga na faculdade com bolsa parcial ou integral do Prouni precisa ficar atento aos prazos para se inscrever na lista de espera. Geralmente o prazo de inscrição na lista de espera para as vagas remanescentes Prouni dura apenas dois dias, então é importante ficar de olho para não perder o prazo.

Os prazos e os procedimentos para a inscrição na segunda edição do Prouni 2017 serão informados no edital do programa, que será divulgado no site oficial do Prouni.

Todos os estudantes que tenham realizado qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010 podem concorrer às vagas remanescentes Prouni, desde que tenham tirado pelo menos 450 pontos de média e nota acima de zero na redação e cumpram os requisitos socioeconômicos.

Para concorrer às vagas remanescentes você precisa se inscrever no Prouni regularmente.

Vagas remanescentes Prouni para Medicina

Quem quer fazer faculdade de Medicina encontra no Prouni uma grande oportunidade para realizar o seu sonho de ser médico, já que Medicina as bolsas integrais ou parciais permitem que os estudantes de famílias de baixa renda também possam fazer o curso mais caro e mais disputado do Brasil.

Como dissemos, as vagas remanescentes são para as vagas que não são preenchidas nas duas chamadas regulares, então, se você quer entrar pra Medicina usando o Prouni, precisa tirar uma ótima nota no ENEM (por conta da nota de corte, que costuma ser alta em Medicina) e torcer para que tenham muitas desistências, já que a média é de mais de 15 candidatos por bolsa do Prouni em medicina.

Caso você não entre com a sua nota, faça o procedimento para ficar na fila de espera e torça para sobrar uma vaga pra você. Boa sorte!

Read Full Article

O Prouni (Programa Universidade Para Todos) é um programa do Governo Federal que foi criado em 2004 para proporcionar oportunidade de ensino superior através de bolsas de estudo à quem não pode pagar os custos de uma graduação em instituições particulares. As bolsas podem ser parciais ou integrais de acordo com a renda familiar do estudante, como explicaremos a seguir.

O Prouni acontece duas vezes ao ano, e caso você já tenha concluído o ensino médio e perdeu a seleção de Janeiro, fique de olho nas nossas dicas para se preparar para a seleção de Julho, além de saber se você pode concorrer a uma das bolsas oferecidas pelo programa, e as regras para não perder a bolsa e fazer mudança de curso.

Regras do Prouni 2017

De acordo com as regras do Prouni 2017, os estudantes que tenham renda bruta familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa podem concorrer às bolsas parciais (pagando apenas 50% do valor da mensalidade) e quem tem a renda bruta familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa podem se candidatar às bolsas integrais, ou seja, quando o programa paga o valor total das mensalidades.

Os outros requisitos para você concorrer a uma bolsa de estudos do Prouni são:

  • Ter cursado o ensino médio completo na rede pública ou ter estudado na rede particular como bolsistas integral da própria escola, ou ainda ter cursado parte do ensino médio na rede pública e parte na rede particular como bolsista integral;
  • Ter algum tipo de deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino em exercício do magistério da educação básica (exclusivamente para cursos de licenciatura ou pedagogia e nesse caso não é necessário comprovar renda).
  • Ter tirado uma nota média de pelo menos 450 pontos no Enem de 2016 e uma nota maior que zero na prova de redação. O cálculo da nota média do Enem é bem simples: basta somar todas as cinco notas alcançadas (nas quatro áreas de conhecimento e na redação) e dividir o resultado da soma por cinco.

Prouni 2017: Datas e Inscrições

Serão realizadas duas edições do Prouni em 2017, no início de cada período letivo.

Durante o período de inscrições os estudantes que se enquadram nos requisitos que informamos acima deverão acessar o site oficial do Prouni e escolher as suas duas opções de curso, e ficar atento ao edital com as datas das duas chamadas e da matrícula na instituição que se inscreveram.

regras do prouni

Regras do Prouni para não perder a bolsa

Você precisa ler a legislação do Prouni para ter acesso à todas as informações pertinentes ao programa e não correr o risco de perder a bolsa, o que pode fazer com que você tranque a sua matrícula ou continue estudando tendo que pagar as mensalidades.

Caso você cometa alguma irregularidade, o Prouni pode cancelar a sua bolsa de estudos, então esteja atento à documentação que você precisa apresentar (como a comprovação de renda, por exemplo), pois é um dos motivos que podem te fazer perder a bolsa.

Você também pode perder a bolsa caso não tenha um aproveitamento acadêmico satisfatório. A legislação do Prouni informa que um dos requisitos para manter a bolsa de estudos é ter um aproveitamento mínimo de 75%, então, caso você consiga a sua bolsa parcial ou integral para fazer a sua graduação, vale se esforçar para tirar boas notas e manter a sua bolsa.

Caso você tenha mais de uma matrícula com bolsa do Prouni ou tenha uma matrícula em instituição pública, não pague as mensalidades (no caso de bolsistas parciais), não efetive a sua matrícula, ou a sua situação socioeconômica mude de maneira substancial você também pode perder a sua bolsa no Prouni.

Esses não são os únicos motivos para o encerramento de bolsa. Consulte a legislação completa no site.

Regras do Prouni para mudança de curso

Caso queira fazer uma mudança de curso, você poderá pedir uma transferência, inclusive para outra instituição de ensino, desde que exista vaga no curso que você queira a transferência e que o curso esteja regularmente credenciado no programa, e que as duas instituições estejam de acordo.

Essa mudança de curso precisa ser feita na secretaria dos cursos, com uma documentação específica. Entre em contato com a instituição de ensino para saber maiores detalhes.

Read Full Article

O sonho de cursar uma faculdade faz parte da vida de milhões de pessoas, contudo, não são todos que possuem condições para custear esse sonho, e por isso a maioria dos jovens, e adultos, que desejam fazer uma graduação optam por realizar as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), a fim de conseguir uma vaga para estudar gratuitamente. Aos alunos que não obtém notas satisfatórias para fazer um curso pelo SISU (Sistema de Seleção Unificada), existe a possibilidade de fazer um curso em uma faculdade privada, porém sob o custeio do governo, através do ProUni (Programa Universidade Para Todos).
Com o ProUni o candidato tem acesso a milhares de vagas em instituições privadas, podendo ganhar uma bolsa integral ou parcial (50% da mensalidade) para estudar em uma instituição privada e realizar o sonho de se graduar. Se você quer saber como se candidatar, continue lendo esse artigo que vamos ensinar o passo a passo.

prouni
ProUni: O que é?

O ProUni, assim como o SISU é um modo de seleção dos candidatos que prestaram o Enem e tem o desejo de ingressar na faculdade mas não possuem renda para isso. Destinado a pessoas com renda baixa, o ProUni vem realizando o sonho de milhares de brasileiros através de suas bolsas, para isso o candidato precisa ficar atento ao período de inscrição, que tradicionalmente sai logo após o resultado do SISU.
O ProUni é iniciativa do governo federal para oferecer uma ajuda aos alunos carentes para que possam cursar ao ensino superior. Porém o ProUni, ao contrário do SISU, só é destinado a quem ainda não fez um curso superior, ou seja, aos que já fizeram algum curso superior o ProUni não o beneficiará para a realização de outra graduação.
O ProUni classifica os candidatos através de seu desempenho no Enem, assim quanto maior for a nota do candidato, maiores as chances de conseguir ingressar na faculdade.

ProUni: Como conseguir?

O Programa Universidade para Todos, ProUni, possuem duas edições ao ano. Assim o candidato que não se classificar para a vaga no início do ano ainda possuem uma segunda chance no segundo semestre para ingressar em uma faculdade privada com bolsa parcial ou integral custeada pelo governo.
Conseguir o ProUni é uma tarefa fácil, contudo o candidato deve seguir o requisito básico que é possuir renda per capita máxima de 3 salários mínimos. Assim, aos candidatos que possuem esse requisito podem se inscrever no ProUni para concorrer a uma das vagas.
Se você tem dúvidas de como se cadastrar no ProUni, veja a baixo o passo a passo de como se cadastrar.

Como se cadastrar no ProUni?

prouni
Realizar o cadastro no ProUni para concorrer a uma das vagas e se graduar em uma instituição privada sem pagar mensalidades é algo fácil e rápido, veja a seguir:
• O primeiro passo para quem deseja cadastrar no ProUni é acessar ao site: siteprouni.mec.gov.br;
• Ao entrar no site o aluno deve clicar em “fazer inscrição”, colocar o número de inscrição e senha do enem do ano anterior e “prosseguir”;
• Responder a um questionário com suas informações pessoais;
• Colocar a renda bruta mensal de cada membro de sua família;
• O candidato terá acesso a página onde poderá escolher até duas opções de curso e então deverá escolher o que mais lhe agradar.
O ProUni também faz o uso da lista de espera, assim os candidatos que não forem selecionados em nenhuma das duas opções, na primeira classificação pode demonstrar interesse na lista de espera.
Para participar da lista de espera o candidatado tem que seguir alguns requisitos:
Lista de espera do ProUni para a primeira opção de curso:
• Não ter sido pré-selecionado em nenhuma das chamadas regulares;
• Ser pré-selecionado na segunda opção de curso, mas não ter a formação da turma.
Lista de espera ProUni para a segunda opção de curso:
• Não ter sido pré-selecionado em nenhuma das chamadas regulares;
• Ser pré-selecionado na primeira opção de curso, mas não ter a formação da turma;
• Ter sido pré-selecionado nas duas chamadas, mas não ter bolsa disponível na primeira opção de curso.

ProUni: Quem pode ter?

O ProUni é destinado a pessoas carentes, por isso suas vagas são reservadas a pessoas de baixa renda que possuam no máximo 3 salários mínimos per capita, a alunos que cursaram o ensino médio na rede pública, ou na rede privada em condição de bolsista integral. As vagas são por mérito, assim são classificados os candidatos que obtiveram as maiores notas no Enem, lembrando que para se candidatar não pode ter zerado a prova de redação. Fique atento aos dias de inscrição e boa sorte!

Read Full Article

Por visar ao fornecimento de oportunidades a pessoas com menos condições financeiras, o ProUni não é um programa do qual todas as pessoas podem participar. Essa limitação de participação tem como objetivo garantir a oportunidade de pessoas que necessitem mais das bolsas oferecidas. Está na dúvida sobre quem pode ou não concorrer a uma bolsa? Então veja a seguir quais são os critérios de participação.

Pontuação mínima no ENEM

Para participar do ProUni é preciso ter feito ENEM no ano anterior. Em anos passados a exigência era apenas a realização do exame, mas as regras foram mudadas e uma pontuação mínima passou a ser exigida.

No caso do processo de 2016, a exigência foi de pontuação mínima de 450 pontos no ENEM de 2015. Nos anos seguintes essa regra pode ser mudada e exigir mais ou menos pontuação.

Além dos pontos na prova geral também é exigido que o candidato não tenha zerado a prova da redação. Isso significa que mesmo que ele tenha tirado 800 pontos na prova, por exemplo, se ele zerou a redação do ENEM ele não poderá concorrer a bolsas do programa.

Renda familiar bruta mensal por pessoa

Outro critério para participar do ProUni é a renda familiar bruta mensal por pessoa. Para ter direito a uma bolsa integral o candidato não pode ter essa renda maior do que 1 salário mínimo por pessoa. Já para uma bolsa parcial, o limite é de 3 salários mínimos por pessoa.

Se uma família tiver duas pessoas e contar com um rendimento de 3 salários mínimos então o candidato está elegível apenas para uma bolsa parcial. Caso a família tenha 4 pessoas e o mesmo rendimento, entretanto, ele poderá concorrer a uma bolsa integral.

As condições da renda familiar e das notas no ENEM são cumulativas e precisam ser atendidas simultaneamente. Isso significa que estar no limite de renda, mas não ter a nota não permite que o candidato tenha direito a uma bolsa e vice-versa.

Conclusão do ensino médio

Onde o candidato concluiu o ensino médio também pe um critério que precisa ser atendido se os próximos dois não o forem. Nesse caso, há três situações possíveis:

  • O candidato cursou o ensino médio integralmente na rede pública de ensino;
  • O candidato cursou o ensino médio integralmente na rede priva na condição de bolsista;
  • O candidato cursou parte do ensino médio na rede pública e parte na rede privada na condição de bolsista.

Caso o candidato tenha cursado qualquer ano do ensino médio em uma instituição privada sem a bolsa ele não poderá concorrer à bolsa a menos que atenda uma das próximas condições.

Ser pessoa com deficiência

O candidato com qualquer tipo de deficiência pode participar do ProUni desde que atenda às condições necessárias e suficientes – ou seja, nota no ENEM e renda familiar compatível.

Assim, se atender a esses requisitos ele poderá participar do programa mesmo que tenha cursado o ensino médio em instituição particular e sem bolsa, por exemplo.

Professor da rede pública de ensino

Caso o candidato seja professor da rede pública de ensino e no efetivo exercício do magistério da educação básica e faça parte do quadro permanente da instituição ele também terá direito às bolsas nos cursos de licenciatura.

Essa condição é excepcional porque não exige o atendimento ao limite de renda. Apesar disso, professores substitutos ou interinos, por exemplo, não possuem o direito de participar.

Para participar do ProUni é preciso atender basicamente a duas condições principais: tem nota mínima no ENEM e possuir renda familiar bruta dentro dos limites estabelecidos. Fora esses critérios, é preciso atender aos critérios de conclusão do ensino médio, de pessoa com deficiência ou de atuação como professor da rede pública de ensino.

Por hoje é isso pessoal! Se você ainda ficou com alguma dúvida, deixe o seu comentário! Vamos responder o quanto antes! Até a próxima!

Read Full Article

Uma das formas de acesso ao ensino superior na rede privada é por meio de bolsas de estudos concedidas em condições especiais. Além daquelas oferecidas de maneira independente pelas instituições foi criado também o ProUni, um programa do governo federal que conta com a parceria com diversas instituições de ensino para oferecer bolsas para estudantes em determinadas condições. Veja a seguir como funcionam as bolsas ProUni!

Quais são os tipos de bolsa do ProUni?

As bolsas ProUni se dividem em dois grandes grupos, dependendo da quantidade de recursos financiados: bolsa integral e bolsa parcial.

Como o nome indica, as bolsas integrais são aquelas que oferecem total isenção da mensalidade. São bolsas destinadas a alunos de baixa renda devido às suas características.

Já a bolsa parcial concede 50% do valor de desconto da mensalidade para estudantes que tenham renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Quais as instituições oferecem bolsas?

Por se tratar de um programa especial do Governo Federal, não são todas as universidades e instituições de ensino que oferecem bolsas ProUni. As que oferecem, entretanto, o fazem pensando principalmente na isenção fiscal oferecida pelo governo como forma de incentivo.

Além disso, as instituições podem delimitar o número de vagas estabelecidas para a concessão de bolsas e os cursos nos quais essas bolsas podem ser obtidas.  

É preciso fazer processo seletivo?

Para ser contemplado com uma dessas bolsas o único processo seletivo realmente obrigatório em todos os casos é o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para 2016, o critério é que o candidato tivesse atingido no mínimo 450 pontos na prova de 2015. Com qualquer valor abaixo disso, o  candidato não pode se candidatar a uma das bolsas.

Apesar disso, nada impede que as instituições de ensino realizem processos seletivos próprios e internos. Nesse caso, a realização do processo não traz custo algum para o aluno, que é informado ainda no momento da inscrição sobre essa necessidade.

Como são distribuídas as bolsas?

As bolsas ProUni são distribuídas levando em consideração a pontuação no ENEM. Assim, os candidatos que tiveram nota mais alta ocupam as primeiras posições e tem mais chances de receber a bolsa. Esses candidatos são pré-selecionados e, então, devem comprovar as informações fornecidas, como os dados sobre as rendas.

Com a confirmação dos dados, os candidatos são colocados em ordem novamente de acordo com a classificação do ENEM e, a partir daí, vão recebendo as bolsas até a quantidade disponível oferecida pela instituição de ensino para o curso escolhido.

Imagine, por exemplo, que um detemrinado curso oferece 10 bolsas ProUni. Nesse caso, 30 candidatos estão pleiteando as bolsas. Dos selecionados, apenas 15 apresentaram a confirmação de renda e de outras informações. Como são 10 bolsas, 5 ficarão de fora.

A questão, entretanto, é que nesse momento nem sempre os chamados serão os que tinham as maiores notas na pré-seleção. Se os com maiores notas não puderam comprovar as informações, vão sendo chamados aqueles com notas maiores logo abaixo deles.

As bolsas ProUni ajudam o acesso à educação superior privada, oferecendo bolsas que variam de 50 a 100%. Para obtê-las, entretanto, é preciso observar corretamente como é feita a chamada para garantir a vaga no curso desejado.

Read Full Article